FANDOM


Gobber.jpg
Idade:36

Bocão Bonarroto é um guerreiro veterano da tribo dos Hooligans Cabeludos e um amigo de longa data de Stoico, o Imenso, e quase um conselheiro para Berk.

Nos livrosEditar

Bocão Bonarroto é maníaco de dois metros de altura, que é encarregado do treinamento dos jovens Hooligans em várias habilidades necessárias para se tornar um viking: captura e treinamento de dragões, habilidade em ser pirata, luta de espadas, e deseducação (troca de insultos negociação). Ele é incapaz de falar em qualquer tom de voz diferente de um grito.

No filmeEditar

Bocão é conhecido como o tatara-tatara-tataraneto de Bork o Bravo, autor do primeiro manual do dragão.

Durante longas guerras com os dragões, Bocão perdeu a mão esquerda e perna direita em batalha. Ele conseguiu substituir seus membros perdidos com uma variedade de próteses de metal de seu próprio design e criação. Seu braço pode ser trocado por outros itens, como um martelo ou machado se necessário.

Uma vez que ele não pode participar muito da guerra, Bocão fica responsável como ferreiro da vila e cuidar do arsenal, mantendo os outros vikings armados e também de supervisionar os jovens da aldeia em Treinamento.

Soluço, filho do chefe Stoico, foi encarregado de ajudar Bocão no arsenal desde que ele era um menino pequeno. Mesmo que Bocão tenha lhe ensinado uma boa quantidade de habilidades que mais tarde viriam a calhar, a falta de jeito de Soluço fez dele o desespero de Bocão, seu pai e toda a aldeia. Querendo que Soluço se torne um Viking de verdade, Bocão convence Stoico a deixar o menino participar do Treinamento Viking.

Depois de um início normalmente desajeitado, Bocão foi espantado quando Soluço tornou-se o melhor aprendiz da classe, sendo capaz de incapacitar os animais sem a necessidade de armas. Sua habilidade cresceu tanto, que ele acabou ultrapassado a feroz Astrid e ganhou o direito de matar um dragão.

Quando Stoico ordena a aldeia inteira embarcar para a ilha que abriga o Ninho dos Dragões, Bocão foi junto com eles, embora mostrasse alguns sinais de nervosismo. O Morte Vermelha veio das profundezas do ninho e logo ateou fogo nos navios. Preso na ilha, Stoico ordenou aos seus homens a fugir para o outro lado da ilha enquanto ele distrai o dragão. Como seu velho amigo amigo, Bocão se ofereceu para fazer o mesmo. Juntos, eles compraram tempo suficiente para os Vikings recuarem. Bocão se espanta quando Soluço e os outros chegaram montaram em dragões e mataram o Morte Vermelha.

Mais tarde, quando Soluço estava inconsciente, Bocão trabalhava numa prótese de metal para substituir a parte inferior da perna esquerda de soluço inteligentemente adaptando se com a dragão sela de Banguela com um estribo de metal correspondente à protesão para acomodar o pé de novo e manobrar o dragão. Quando Soluço recuperou a consciência, Bocão o acolheu em casa, apresentando-o com a nova cauda prótetica da barbatana caudal de Banguela que o permitiria voar novamente.

No Curta A Lenda do Dragão Rouba OssosEditar

Após os acontecimentos do filme, a casa de Bocão pegou fogo. Com alguma ajuda dos dragões agora pacíficos, a casa foi salva, mas Bocão estava convencido de que um dragão tinha causado o fogo. Mencionou seu velho conto do Dragão Rouba Ossos, ele partiu para tentar derrubar o animal uma vez por todas para provar ao resto da aldeia que era real, com o seu animal de estimação, a ovelha Phil. Os adolescentes vão com Bocão.

Bocão diz ter encontrado uma Baleia Cabeça de Martelo e um Iaque Cabeça de Martelo em um de seus encontros com o Rouba Ossos. Também disse que Thor uma vez o ajudou a fugir do dragão.

Depois, Soluço percebe que o dragão só quer um osso para poder rugir. O osso da caixinha que Bocão uma vez tinha achado. Depois de conseguir o osso, o Rouba Ossos leva os vikings de volta à sua vila. E dessa vez Bocão aposta que Stoico vai acreditar.

Na série de TVEditar

Bocão vira dentista de dragões usando armas de seu arsenal.

MãosEditar

Até agora, a lista de próteses de Bocão inclui:

Um martelo de ferreiro
Pinças de ferreiro
Um machado duplo
Um gancho
Uma caneca
Um espeto de assar comida
Um remo

TrivialidadesEditar

  • Ele parece estar muito interessado na relação de Soluço com Astrid.
  • Bocão canta uma música especial quando ele está feliz:
"Eu tenho o meu machado, e eu tenho a minha maça, e eu amo a minha mulher com o rosto feio. Eu sou um viking por completo!"
  • Bocão já tocou uma flauta de madeira em uma banda.
  • Ele cita todas as armas que ele forja, sempre se referindo a elas no feminino (Nos Dragões nós Confiamos).
  • Ele e Stoico uma vez foram em uma caça ao tesouro que nunca acharam (dito em Retrato de Soluço como um Homem Forte

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória